CONSUMO DE FRUTAS POR PESSOAS DE DIFERENTES FAIXAS ETÁRIAS QUE FREQUENTAM UMA ESTRATEGIA DE SAÚDE DA FAMÍLIA (ESF) EM ARAGARÇAS-GO

Nolma Arantes Figueiredo de Sousa, Cassimiro Cassimiro Vigato, Joana D´arc Dias de Carvalho

Resumo


O presente estudo buscou conhecer o consumo de frutas da população participante do ESF 302 de Aragarças-GO, comparando as diferentes faixas etárias e sexo, sendo este um estudo descritivo, transversal e quantitativo onde participaram 189 pessoas que frequentaram o ESF no período de 07/02 a 09/04 de 2014, em estágio supervisionado em  Nutrição Social onde ocorreu a coleta dos dados; os representantes do sexo masculino foram 71 pessoas e feminino 118 pessoas. As crianças apresentaram resultados satisfatórios onde todos os representantes disseram consumir frutas; adolescentes, adultos e idosos apresentaram resultados insatisfatórios. Quando observado os adultos do sexo masculino os resultados foram alarmantes, atingindo apenas 50% (n – 13) que disseram consumir frutas, chegando na fase idosa o resultado foi de 56% (n – 16), e observado nesta fase o aumento da procura de atendimento médico.


Texto completo:

PDF

Referências


ABREU, K. Baixo consumo de frutas e hortaliças da cidade de Recreio dos Bandeirantes – RJ. Rev. CERES: Nutrição & Saúde. v. 7, n. 5. Rio de Janeiro 2012.

ALMEIDA, C. D. Consumo de frutas, legumes e verduras da população acima de 18 anos da cidade de Salto – SP. Rev. Saúde Publica. v. 12, n. 6. Dez. São Paulo 2007.

ALVES, L. C. O consumo de frutas e leguminosas da população de baixa renda da cidade de Amparo - SP. Rev. Saúde Publica. v. 20, n. 2. Amparo – SP. Fev. 2011.

BARBOSA, L.; LESSA, A. C.; Práticas de Alimentação Complementar no segundo semestre de vida. Interdisciplinar: Revista Eletrônica da Univar, 2011, nº.6 p. 179 – 184.

BARROS, M. A. B.; LOPES, G. M. B.; WANDERLEY, M. B. Tipologia do consumo de frutas: Um estudo sobre o comportamento do consumidor de banana. Florianópolis-SC-Brasil: Edição especial 2007. p. 2.

CARDOSO, M. A.; SARTORELLI, D. S. Associação entre carboidratos e dietas habitual e diabetes mellitus tipo 2: evidencias epidemiologicas. Arq. Bras Endrocrinol Metab. v. 50, n. 3. São Paulo – SP Jun. 2006.

CORRENTE, J. E.; PAPINI, S. J.; MALTA, M. B. Avaliação da alimentação de idosos de município paulista – aplicação do índice de alimentação saudável. Ciênc. Saúde Coletiva. v. 18, n. 2. Rio de Janeiro – RJ Fev. 2013.

CUNHA, W. L.; ZÔMPERO, A. F. Ecologia aplicada e gestão da biodiversidade. São Paulo: Pearson Prentice Hall. 2011. p. 59-60.

FALDENHEIMER, A. C. Educação nutricional e consumo de frutas na cidade de Itabera – SP. Rev. Bras. De Nutrição Clinica. v. 12, n. 3. Barueri – SP. Jun. 2009.

FERREIRA,S. R. G. Alimentação, nutrição e saúde: avanços e conflitos da modernidade. Cienc. Cult. v. 62, n. 4. São Paulo Out. 2010.

FILHO, M. B. Alimento e alimentação. Cienc. Cult. v. 62 n. 4. São Paulo Out. 2010.

FISBERG, M. et al. Comportamento alimentar de adolescentes em relação ao consumo de frutas e verduras. Rev. Nutr. v. 19, n. 3. Campinas – SP Mai/Jun. 2006.

FONSECA, A. B. et al. Modernidade alimentar e consumo de alimentos: contribuições sócio-antropológicas para a pesquisa em nutrição. Departamento de Nutrição Social, Instituto de Nutrição, Universidade do Estado de Rio de Janeiro, 2009.

GOLDMAN, L.; AUSIELLO, D. Tratado de Medicina Interna. Rio de Janeiro. Saunders Elsevier, 22. ed., 2005. v2. p. 1475.

IBGE-Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Dados do Censo Demográfico 2010. Rio de Janeiro: IBGE, 2010.

MELLO, V. D.; LAAKSONEN, D. E. Fibras na dieta: tendências atuais e benefícios à saúde na síndrome metabólica e no diabetes melito tipo 2. Arq. Bras Endrocrinol Metab. v. 53, n. 5. São Paulo – SP Jul. 2009.

MONTEIRO, C. A. et al. Educação nutricional e consumo de frutas e hortaliças: ensaio comunitário controlado. Rev. Saúde Publica. v. 41, n. 1. São Paulo – SP Fev. 2007.

PEROSA, J. M. Y. et al. Perfil do consumidor de frutas em cidades do interior do estado de São Paulo. Rev. Bras. Frutic. v. 34, n. 4. Jaboticabal – SP Dez. 2012.

PINHEIRO, A. M. et. al. Avaliação química, físico-química e microbiológica de sucos de frutas integrais: abacaxi, caju e maracujá. Rev. Ciênc. Tecnol. Aliment. v. 26, n. 1. Campinas – SP Jan.-Mar 2006.

PINHEIRO, D. M.; PORTO, K. R. A.; MENEZES, A. M. S. A Química dos Alimentos: Carboidratos, lipídeos, proteínas, vitaminas e minerais. Maceió: Edufal. 2005.

RODRIGUES, F. Alimentos Funcionais na Nutrologia Médica. Itu – SP. Ottoni. 4 edição 2008.

SOUZA, O. F.; DALAMARIA, T.; RAMALHO, A. A. Consumo regular de frutas e hortaliças por estudantes universitários em Rio Branco, Acre, Brasil: prevalência e fatores associados. Cad. Saúde publica. v. 28, n. 7. Rio de Janeiro – RJ Jul. 2012.

STELLA, R. H. et al. Densidade energética da dieta e fatores associados: como está a publicação de São Paulo?. Arq. Bras Endrocrinol Metab. v. 56, n. 9. Sã

o Paulo – SP Dez. 2012.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.